Como fiz a diferença na AIESEC

A perspetiva de quem está na parte de dentro é sempre mais enriquecedora. A AIESEC tem um impacto muito igual mas ao mesmo tempo muito diferente na vida de cada um que nela deposita uma parte da sua vida e hoje é o dia de conhecermos a história da Catarina.

Juntou-se à organização em Fevereiro de 2017 e apesar de hoje se manter ativa mais indiretamente, considera que a AIESEC mudou a pessoa que era e tem um papel preponderante no futuro que agora está a construir.

O que foi a AIESEC para ti?

Eu entrei para a AIESEC numa altura em que sentia que apenas frequentar a faculdade não me estava a desenvolver o suficiente em termos de soft skills e educação social e para o Mundo. Estava também numa altura de tentar perceber aquilo que eu gostava dentro da minha área e o que queria seguir no futuro, algo em que a AIESEC me ajudou imenso. A AIESEC foi para o mim local em que mais me desenvolvi e me conheci num espaço relativamente curto de tempo (cerca de 2 anos e meio). Descobri aquilo que realmente gosto de fazer e no qual me quero formar, descobri que através de pequenas ações posso fazer a diferença no Mundo, descobri um grupo de pessoas com as quais me identifico e que vou ter sempre na minha vida porque temos um propósito em comum e aprendemos a lidar uns com os outros todos os dias e com aquilo que nos rodeia. Posso dizer que a AIESEC foi (ainda é) muito para mim em pouco tempo e que não me consigo imaginar a fazer um percurso do qual ela não não faça parte.

Como descreverias a liderança que desenvolveste?

Dentro da AIESEC o desenvolvimento de liderança acontece tanto nas pessoas que nos rodeiam como em nós próprios. Quando eu entrei na AIESEC eu era muito tímida, tinha alguma dificuldade em dar-me a conhecer e em falar em contexto de grupo. Passados estes dois anos e meio sinto-me muito grata pois sinto todos os dias uma vontade enorme de conhecer novas pessoas, novas culturas e novos desafios, algo que antes não me caracterizava, ao mesmo tempo que ultrapassei os meus medos e me pus à prova dando algumas sessões em conferências locais da AIESEC. Isto para mim é verdadeiro desenvolvimento de liderança. Ele tem de começar em nós. É através das nossas ações todos os dias, para as pessoas que nos rodeiam no nosso contexto que vamos conseguir passar este efeito e fazer com que as pessoas se desenvolvam e sejam verdadeiros líderes através das pequenas ações do quotidiano. É o ripple effect, quando uma gota cai no oceano e se propaga em todas as direções. Isso é liderança e eu acredito que a desenvolvi dessa forma.

Qual foi o aspeto mais marcante no que toca a fazer a diferença enquanto AIESECer?

Posso destacar dois aspetos: os nossos voluntários, que vinham de todas as partes do  mundo para desenvolver Portugal e a liderança das minhas equipas. Por um lado, ver a realidade e o resultado do trabalho que desenvolvemos ao longo dos meses com a chegada dos nossos voluntários é realmente gratificante e um aspeto que marca a experiência de qualquer membro, quer seja de back office ou de operações. Por outro lado, e sendo que das coisas que eu mais gostei de fazer na AIESEC foi liderar equipas e todo o processo característico, poder acompanhar a experiência dos meus membros, das minhas pessoas e ajudá-los a crescer e a desenvolver-se ao mesmo tempo que eles estão a fazer o mesmo comigo, é realmente incrível!

Por fim, qual seria o teu conselho a quem estiver a pensar candidatar-se neste recrutamento?

Para quem se está a candidatar, façam-no com excelência e tendo sempre o propósito da organização presente. Façam-no porque acreditam que podem mudar o Mundo através de pequenas ações e acreditam no vosso papel enquando cidadãos ativos. Façam-no porque não se contentam em ser apenas um espectador e querem fazer parte da mudança.

Façam-no pelas pessoas e pelo Mundo. Façam-no de coração e acredito que irão ter uma experiência tão incrível como a minha!

Tal como a Catarina, também tu podes dar o primeiro passo para mudar a tua vida!

O maior movimento de liderança jovem iniciou o seu recrutamento no passado dia 20 de Maio e até 24 de junho está à procura de jovens que queiram mudar o mundo!

Inicia a experiência de uma vida e candidata-te em bit.ly/joinAIESECPT

share post to:
Author
Estudante de Economia, trabalha com a AIESEC desde Setembro 2018, na equipa de vendas de Global Volunteer. Faz também parte da Entity Support Team publicando neste blog.